Dourado

 
O poeta pinta a dor de dourado, e tenta com ela brilhar, mesmo ausente. 
(Civana)