quinta-feira, julho 26, 2012

Dourado

 
O poeta pinta a dor de dourado, e tenta com ela brilhar, mesmo ausente. 
(Civana)

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
 

Arquivo do blog

Pesquisar no Portal